História do Futebol Baiano


1912 - SURGE O PRIMEIRO CASO - 23/05/2006

O São Salvador, por motivo de indisciplina, suspende por 90 dias o seu goleiro Teixeira Gomes e comunica à Liga, que aprova a penalidade. Na reunião de 22 de maio, porém, um clube filiado pede a transferência desse amador. Calorosos debates em torno do assunto terminam com o deferimento da transferência.

Não se conforma o São Salvador e retira-se da Liga. Acompanha-o o Presidente da Liga, Sr. Alfredo Ruas, que é substituído na mesma sessão, ilegalmente, pelo Sr. J. Fernandes.

Finalmente a 1º de junho volta o São Salvador à Liga uma vez que "cessaram os motivos da sua desfiliação".

 

 



 Escrito por Luiz Botelho às 09h03 [] [envie esta mensagem]






1912 - O SANTOS DUMONT NÃO DISPUTA O CAMPEONATO - 15/05/2006

Neste ano deixou de tomar parte pela primeira vez desde que se filiou em 1906, o S. C. Santos Dumont. Em seu lugar filiou-se e disputou o campeonato o Atlético F. C., que segundo afirmam era o mesmo Santos Dumont, apenas com nome e cores diferentes. O campeonato começou em 19 de maio de 1912 com o jogo em que o S. C. Bahia venceu o São Salvador por 1 a 0.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 08h32 [] [envie esta mensagem]






1912 - UM CAMPEONATO CHEIO DE INDISCIPLINA - 10/05/2006

O ano de 1912 foi o ano fatídico da Liga Bahiana de Sports Terrestres. A indisciplina campeou e raro os jogos em que não terminavam em sururus, muitos dos quais com conseqüências lamentáveis. Os casos na entidade eram quase que diários. Ninguém se entendia. A politicalha campeou e a indisciplina deu cabo da primeira entidade que se fundou na Bahia e que tão auspiciosamente se iniciou no Campo da Pólvora. Note-se entretanto que dessa entidade só fazia parte rapazes finos e educados, na sua maioria estudantes e empregados do alto comércio.

Um jornal da época, descrevendo um dos jogos do campeonato, assim se externou: "Infelizmente, mais uma vez, lamentamos os fatos que se passam no Rio Vermelho em quase todos os jogos. Até já parece que isso faz parte do programa do campeonato deste ano. Outro dia numa partida entre os clubes Bahia e Atlético deu-se o vergonhoso incidente de que já tratamos; no penúltimo jogo, entre os clubes Vitória e São Salvador, houve novos incidentes que reservamos para tratar em outra ocasião que agora chega; e no último, reproduziu-se o fato de caráter sério. E no pé em que vai queira Deus, não tenhamos de lamentar resultado mais funesto e mais triste. Lamentamos tanto porque nesses incidentes em que jogadores e árbitros são agredidos e insultados ou se engalfinham, há sempre sacamento de revólveres e mesmos tiros. O que não pode, nem deve, é continuar no curso em que vai a fiscalização do Campo do Rio Vermelho; se ali existe o policiamento indispensável, ele é imperfeito; se no campo há um representante da Liga, um Juiz, ele não se faz impor e assim torna-se necessário que o Sr. Chefe de Polícia mande um Delegado aos domingos assistir aos jogos de futebol para garantia dos que ali procuram um divertimento".

 



 Escrito por Luiz Botelho às 23h02 [] [envie esta mensagem]






7º CAMPEONATO OFICIAL - 1911 - 09/05/2006

O Campeonato de 1911 terminou em 10 de setembro tendo o S. C. Bahia levantado o almejado título. Em segundo lugar ficou o Vitória com dois pontos apenas de diferença. A única derrota do Campeão foi-lhe imposta pelo mais fraco, o Rio Vermelho. Coisas do futebol. E assim o 7º Campeonato, ao contrário do que se esperava, foi um dos melhores. Apenas o público não se interessou como era de esperar.

Os jogos foram os seguintes:

11/05 – São Salvador 1 x 0 Vitória

13/05 – Rio Vermelho 1 x 3 S. C. Bahia

21/05 – Santos Dumont 2 x 0 São Salvador

28/05 – Vitória 2 x 2 S. C. Bahia

03/06 – Santos Dumont 2 x 1 Rio Vermelho

04/06 – São Salvador 0 x 5 S. C. Bahia

11/06 – Vitória 4 x 2 Rio Vermelho

15/06 – S. C. Bahia 2 x 1 Santos Dumont

18/06 – São Salvador w x 0 Rio Vermelho

24/06 – Vitória 1 x 0 Santos Dumont

02/07 – S. C. Bahia 1 x 2 Rio Vermelho

09/07 – São Salvador 2 x 8 Santos Dumont

23/07 – S. C. Bahia 2 x 0 Vitória

30/07 – Vitória 3 x 0 Rio Vermelho

06/08 – Santos Dumont 0 x 2 Vitória

13/08 – S. C. Bahia 3 x 1 São Salvador

20/08 – Rio Vermelho 4 x 0 Santos Dumont

03/09 – Vitória 3 x 1 São Salvador

10/09 – Santos Dumont 0 x 7 S. C. Bahia

17/09 – Rio Vermelho x São Salvador (jogo não realizado de comum acordo entre os disputantes)

Pontos: 1º S. C. Bahia – 13; 2º Vitória – 11; 3º Santos Dumont – 6; 4º Rio Vermelho e São Salvador – 4.

O quadro campeão, S. C. Bahia, atuava com: Sérgio Ribeiro, I. Cunha e W. Campos; Bento Baggi, Afonso Moreira e Chico Freire; A. F. Dias, Manoel Liberato, Waldemar Castelo, Ed Castro Rabelo e J. F. Dias.

No campeonato secundário venceu pela segunda vez o São Salvador. Nesse certame, a título de experiência, os jogos passaram a ser disputados às 14 horas, como preliminares aos jogos do campeonato principal.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 23h10 [] [envie esta mensagem]






1911 - UM CAMPEONATO TRANQÜILO - 04/05/2006

Aproxima-se o início da temporada de 1911. Cinco clubes se inscrevem: Vitória, São Salvador, Santos Dumont, Rio Vermelho e S. C. Bahia. Em 7 de maio tem começo o Campeonato com a já tradicional partida Vitória x São Salvador, que vence por 1 a 0. Felizmente correu sem casos o desenrolar do Campeonato. Apenas no jogo Vitória x Rio Vermelho verificaram-se algumas indisciplinas tendo a Liga aplicado a nove jogadores do Rio Vermelho a pena de suspensão por um jogo sendo, assim, obrigado o Clube faltoso a entregar os pontos do seu próximo jogo, contra o São Salvador, por falta de jogadores. Concorreu para o êxito desse certame as resoluções acertadas e justas do Presidente da Liga, Dr. Augusto Maia Bitencourt, um grande benemérito do esporte baiano.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 22h34 [] [envie esta mensagem]






1911 - FILIA-SE O S. C. BAHIA - 03/05/2006

Com a desfiliação do São Paulo Club ficou uma vaga na Liga. Tudo indicava que não haveria campeonato nesse ano dado o descaso e desinteresse por parte dos clubes e jogadores pelo futebol. Porém, é reorganizado o S. C. Bahia que tem sua diretoria assim organizada: Presidente: Haroldo Schindler; Vice: Raul C. Lino; 1º Secretário: Álvaro Brito; 2º Secretário: A. Floresta; Tesoureiro: Arthur Magalhães; Cap.: Manuel Liberato; Diretores: H. Isensee, Waldemar Tarquínio, Fernando Alves e Bento Baggi, e resolve se filiar à Liga no lugar do São Paulo. Com a notícia da filiação do S. C. Bahia os clubes movimentam-se passando a cuidar dos seus times e a Liga passa também a se reunir semanalmente. No dia 23 de abril de 1911, o S. C. Bahia faz sua estréia jogando um amistoso com o São Salvador, vencendo-o por 5 a 1. O S. C. Bahia atuou com: Sérgio, Cunha e Aguiar; Freire, Seixas e Baggi; Armandinho, Antoninho, Castelo, Liberato e Eduardinho.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 01h16 [] [envie esta mensagem]






O COMPLICADO 6º CAMPEONATO OFICIAL - 1910 - 01/05/2006

A política está fervendo. Não é possível que o Santos Dumont leve o Campeonato de colher. O Vitória precisa derrotá-lo novamente, mas os seus representantes declararam na reunião de 29 de agosto que o time não entraria em campo novamente para jogar. Forma-se partido no Clube e uma crise está a estourar. Finalmente Juvenal Teixeira consegue apaziguar os brigões e o Vitória resolve enfrentar novamente o Santos Dumont. No dia 11 de dezembro de 1910 é disputado o cabuloso jogo anulado e o Vitória cai vencido por 2 a 1 numa partida cheia de encrencas, tornando-se assim o Santos Dumont, Campeão Bahiano de 1910.

Eis a relação dos jogos:

15/05 – São Salvador 0 x w Vitória

22/05 – São Paulo 0 x 0 Rio Vermelho

26/05 – Santos Dumont w x 0 São Salvador

29/05 – Vitória 0 x 1 São Paulo

05/06 – Rio Vermelho 0 x 3 Santos Dumont

11/06 – São Salvador 0 x w São Paulo

12/06 – Rio Vermelho 0 x 2 Vitória

19/06 – São Paulo 1 x 1 Santos Dumont

24/06 – São Salvador 0 x w Rio Vermelho

26/06 – Santos Dumont 2 x 0 Vitória

29/06 – Rio Vermelho 0 x 1 São Paulo

03/07 – São Salvador 0 x w Santos Dumont

10/07 – São Paulo 2 x 0 Vitória

17/07 – Santos Dumont 4 x 1 Rio Vermelho

24/07 – São Paulo w x 0 São Salvador

31/07 – Vitória 3 x 0 Rio Vermelho

07/08 – Santos Dumont 0 x 0 São Paulo

14/08 – Rio Vermelho w x 0 São Salvador

21/08 – Vitória 1 x 0 Santos Dumont (Jogo anulado)

04/09 – São Salvador 0 x w Vitória

11/12 – Vitória 1 x 2 Santos Dumont

Pontos: Santos Dumont – 14; São Paulo – 13; Rio Vermelho – 7; Vitória – 6; e São Salvador – 0.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 19h01 [] [envie esta mensagem]






NOVA CRISE - 29/04/2006

O São Salvador é o líder no Campeonato de segundos times de 1910. Vem o jogo contra o eterno rival, o Vitória, e um empate é o resultado graças ao apito do juiz. Não se conforma o Vitória que é também candidato ao título e em 13 de outubro reúne-se e resolve nomear uma comissão para se entender com a Liga sobre a anulação do jogo, ficando desde logo resolvido que se não fosse atendido se desfiliaria. A Liga em reunião de 4 de novembro atende as razões do Vitória e anula o jogo. O São Salvador não se conforma e quer abandonar a Liga, mas, atendendo a pedidos, continua e submete-se a escandalosa resolução. No final, o Campeonato secundário termina empatado entre os clubes Vitória e São Salvador e a 27 de Novembro é realizado o jogo desempate sob as ordens de Afonso Machado, do Santos Dumont. Vence o São Salvador de 2 a 0, sagrando-se campeão.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 22h16 [] [envie esta mensagem]






O SÃO PAULO DEIXA A LIGA - 28/04/2006

O Campeonato vai sendo disputado com altos e baixos. A política porém infiltra-se na Liga e tudo se resolve contra os seus Estatutos. Em 21 de agosto de 1910 o certame está no apogeu. A situação dos concorrentes é a seguinte: O São Paulo lidera com 13 pontos ganhos, seguido do Santos Dumont com 12. O Rio vermelho com 7, o Vitória com 4 e o São Salvador com 0, não têm mais chances de vencerem a disputa. Trava-se, então, o encontro Vitória x Santos Dumont. O Vitória ganhando, vence o Campeonato o São Paulo. Ao Santos Dumont basta uma simples vitória para levantar o título. O time do Vitória apresenta-se reforçadíssimo e treinado a capricho. O rubro-negro faz parte do bloco a favor do São Paulo na politicalha da Liga e o Santos Dumont ao do São Salvador. De comum acordo é escolhido para atuar como árbitro o Sr. Eurico Salles Gomes do São Paulo, um grande juiz e, sobretudo, honesto e imparcial. O Vitória vence o jogo por 1 a 0, gol de pênalti cometido por Arthur Morais (toque na área) e não reclamado. No 2º tempo, quando o escore já era de 1 a 0, Kruschevisky, jogador do Vitória, comete falta violenta na grande área, mas o juiz nada marca. Há protestos, porém o jogo continua até o seu término. Aclamações ao São Paulo, campeão de 1910. O juiz teve que deixar o gramado escondido para evitar a ira dos jogadores e dirigentes do Santos Dumont. Em 29 de agosto, reúne-se a Liga e resolve por unanimidade e por proposta do Sr. Francisco Braga, do São Salvador, interessado por estarem emprestado ao Santos Dumont vários jogadores do seu Clube, "Anular o jogo entre Vitória e São Salvador por ser o juiz do São Paulo Club parte interessada". O Vitória declara que em absoluto jogará novamente com o Santos Dumont, alegando que a resolução da Liga foi absurda e ilegal e contra os seus Estatutos que dizem: são autônomas as resoluções dos juizes. Também não se conforma com tão absurda resolução o São Paulo e no dia seguinte envia a Liga um ofício dando-se por demitido em virtude de terem sido prejudicados os seus direitos com a resolução tomada na última reunião. Reúne-se a Liga para resolver sobre a demissão do São Paulo. Foi uma das reuniões mais agitadas do ano. Finalmente é dada a demissão do São Paulo. Na mesma reunião o Presidente da Liga, Sr. Alexandre Cardoso, demite-se irrevogavelmente sendo substituído pelo 1º Secretário, Francisco Assis Gaspar, do Rio Vermelho.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 09h26 [] [envie esta mensagem]






1910 - DUAS NOVAS FILIAÇÕES - 25/04/2006

Tudo indicava que o certame de 1910 seria bem animado. Filiam-se dois novos clubes: O São Paulo Club, composto de acadêmicos paulistas na sua maioria residentes no Ginásio São José, e o S. C. Rio Vermelho, formado na sua grande maioria por rapazes do nosso comércio. O São Paulo por ser fundador da Liga ficou isento do pagamento da jóia. O campeonato teria início no dia 15 de maio com o clássico Vitória x São Salvador. Infelizmente, porém, o São Salvador não compareceu ao campo vencendo assim o Vitória seus primeiros dois pontos. Elementos do São Salvador não se conformam com a atitude do Clube e uma crise arrebenta, resultando no afastamento de vários jogadores do primeiro quadro, como Artur Morais, e outros que se filiaram ao Santos Dumont. Resolve então a diretoria do alvi-verde oficiar a Liga entregando os pontos dos demais jogos do campeonato, que perde com isso metade do entusiasmo.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 08h35 [] [envie esta mensagem]






5º CAMPEONATO OFICIAL - 1909 - 23/04/2006

O Campeonato de 1909 continuou no Rio Vermelho e com os mesmos clubes e a mesma falta de entusiasmo. A Liga em 5 de maio toma uma resolução interessante: Em caso de empate nos jogos oficiais os clubes disputarão nova partida. Em junho, os clubes botam abaixo a tal resolução de anulação dos jogos empatados. O Vitória levantou pela segunda vez o título de Campeão, sem derrotas, atuando com Milzen, Mário Pereira e A. Motta; Alfredo Galeão, Noé Nunes e Adriano Porto; Fernando Alves, A. Gordilho, Mário Muller e Carlos Muller.

Os jogos foram os seguintes:

23/05 – Vitória 3 x 1 São Salvador

13/06 – Santos Dumont 1 x 2 Vitória

04/07 – Santos Dumont 1 x 0 São Salvador

11/07 – São Salvador 0 x w Vitória (O São Salvador não compareceu no Campo)

25/07 – Vitória 1 x 1 Santos Dumont

08/08 – São Salvador 0 x 0 Santos Dumont

Pontos: 1º Vitória – 7; 2º Santos Dumont – 4; e 3º São Salvador – 1

No Campeonato de segundos times o Vitória vence pela 3ª vez, sem derrotas, ficando de posse da Taça Lambary.

Como podemos notar a escalação do Vitória apresenta um jogador a menos, provavelmente no ataque. Quem souber que jogador é esse, por favor, deixe um comentário neste blog citando a fonte da informação.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 01h21 [] [envie esta mensagem]






4º CAMPEONATO OFICIAL - 1908 - 21/04/2006

O Vitória conquista seu primeiro título estadual vencendo os quatros jogos que disputou.

Eis a relação de todos os jogos, realizados no Campo do Rio Vermelho:

03/mai – Vitória 1 x 0 São Salvador

14/jun – Santos Dumont 1 x 2 Vitória

20/jun – São Salvador 0 x 4 Santos Dumont

12/jul – Vitória 1 x 0 São Salvador

26/jul – Santos Dumont 0 x 2 Vitória

09/ago – São Salvador 0 x 1 Santos Dumont

Pontos: Vitória – 8; Santos Dumont – 4; e São Salvador – 0.

Equipes:

Vitória – Milzen, Álvaro Tarquinio e Mario Pereira; A. C. Martins, Adriano Porto e Noé Nunes; Armando Gordilho, Oscar Alves, Fernando Alves, C. Muller e R. Mc. Nair. Reservas: Oscar Luz, A. Galeão e Alfredo Seixas.

Santos Dumont – Sales Gomes, Seg. Paraíso e Oscar Torres; Cyro Bitencourt, A. E. Gleig e J. Webster; Jaime Grave, Jonas Campos, Afonso Moreira, F. Vasconcelos e E. Leite. Reservas: O. Paraíso, J. Lago e A. Brito.

São Salvador – J. Nova Monteiro Jr., Artur Morais e W. Campos; A. C. Santos, D. Duder e Ed. Schlepfer; Zazá, Petersen, Zuza, D. Mc. Nair e V. Campos.

O Campeonato de segundos times terminou empatado entre o Vitória e o Santos Dumont. No jogo de desempate, realizado em 18 de outubro, venceu o Vitória de 2 a 1, conquistando o bi-campeonato, gols feitos por Bernardo Catarino Jr. e Liberato, descontando para o Santos Dumont, Auto Guimarães.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 23h23 [] [envie esta mensagem]






DECAI O FUTEBOL - 20/04/2006

Em 1908 o certame foi um verdadeiro fracasso. Apenas três clubes tomaram parte no Campeonato. O Bahiano, o mais velho dos clubes da Bahia, dissolveu-se em virtude de não poder equilibrar a despesa com a receita, abandonando assim a Liga. Esta reuniu-se extraordinariamente para tratar do assunto, nomeando uma comissão composta por Carlos Costa Pinto, Esthor Pinho e Artemio Valente, para apresentar um acordo ao seu filiado. Porém, essa comissão nada conseguiu, em virtude de já ter sido dissolvido o Bahiano quando foi pela mesma procurado. Reuniu-se novamente a Liga e ciente do ocorrido pela Comissão, resolve considerar desfiliado o velho clube. O Sr. Agenor Gordilho, porém, acha que o Bahiano deve ser eliminado. Forte discussões são travadas. Posta em votação, a proposta de Gordilho é derrotada. No decorrer da discussão há um mal entendido com o Presidente Dr. José A. Costa Pinto que renuncia. Atendendo, porém, a pedidos, continua a frente da Liga.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 08h46 [] [envie esta mensagem]






CAMPEÃO DE 1907 - 19/04/2006

O 3º Campeonato Oficial foi conquistado pelo São Salvador. O time alviverde, bi-campeão baiano, atuou com a seguinte formação: Nova Monteiro Jr., J. Galvão e Vavá Campos; Costa Santos, D. Mc Nair e Duder; Mario Canto, Zazá, Artur Morais, Rodrigo Sampaio e V. Campos. O Vitória foi o segundo colocado jogando com: Orr, R. Mc Nair e Álvaro Tarquinio; A. Catarino, Adriano Porto e Agenor Gordilho; Oscar Alves, Robertson Melvens, Fernando Alves e Armando Gordilho.

Eis a relação dos jogos:

26/mai – Bahiano 0 x 4 Santos Dumont

02/jun – Santos Dumont 2 x 4 São Salvador

16/jun – Vitória 5 x 0 Bahiano

07/jul – Bahiano 0 x 8 São Salvador

21/jul – Vitória 0 x 0 Santos Dumont

04/ago – Bahiano 0 x 6 Vitória

11/ago – Vitória 0 x 1 São Salvador

21/ago – Bahiano 0 x 1 São Salvador

01/set – Santos Dumont 0 x 0 Vitória

15/set – Bahiano 1 x 4 Santos Dumont

29/set – Vitória 2 x 2 São Salvador

13/out – Santos Dumont 1 x 2 São Salvador

Pontos: São Salvador – 11; Vitória – 7; Santos Dumont – 6; Bahiano – 0.

O Vitória conquistou o título de campeão de 2os Times.

Obs.: Texto publicado no Jornal A Tarde em 26/03/2006, na seção MegaFone do suplemento A Tarde Esporte Clube.

Como podemos notar a escalação do Vitória apresenta um jogador a menos, provavelmente no ataque. Quem souber que jogador é esse, por favor, deixe um comentário neste blog citando a fonte da informação.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 00h50 [] [envie esta mensagem]






RECORDE EM 1907 - 18/04/2006

A novidade do ano de 1907 foi a criação do Torneio de 2º Times, idéia feliz de J. Uchoa de Campos, do Santos Dumont, que teve início no dia 9 de junho com o jogo em que o Vitória venceu o São Salvador por 2 a 0. Para este jogo foram vendidas 1.122 entradas e 96 cadeiras, produzindo a renda de 757$000, considerada colossal naquele tempo. Porém, o recorde do ano ocorreu no dia 11 de agosto, entre os 1os Times do Vitória e São Salvador, que venceu o jogo por 1 a 0, sendo vendidas 3.445 entradas e 200 cadeiras. A Trilhos Centrais transportou neste dia 3.501 passageiros e a Linha Circular, 4.598, trabalhando com 6 carros motores e 12 reboques que funcionaram até às 21h30 e, mesmo assim, muita gente voltou a pé jurando nunca mais voltar ao Rio Vermelho.

Obs.: Texto publicado no Jornal A Tarde em 23/03/2006, na seção MegaFone do suplemento A Tarde Esporte Clube.

 



 Escrito por Luiz Botelho às 08h29 [] [envie esta mensagem]




[ ver mensagens anteriores ]
 


BRASIL, Nordeste, SALVADOR, STIEP, Homem, de 46 a 55 anos, Esportes, Música, Engenharia





21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006


 
 




UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
Federação Baiana de Futebol
Barradão On Line
Portal Esportivo
E. C. Bahia - Torcida Tricolor
Confraria do Esporte
E. C. Ypiranga - O Mais Querido
Livro se Abrindo - Luiz Botelho
Jornal A Tarde
Blog do Vitor Birner
 
 

Dê uma nota para meu blog